Publicado em 22 d Janeiro d 2019

Entrevista: Tiãozinho pretende fazer investimentos na Câmara

O presidente da Câmara fez visita de cortesia ao jornal O Atibaiense e respondeu todas as perguntas formuladas em nossa redação.

Tiãozinho da Fármácia durante entrevista em nossa redação.

O presidente da Câmara Tiãozinho da Farmácia parece estar acostumado com o clima de pressão, no plenário, que caracterizou a sessão extraordinária do dia 10 de janeiro. Na Assembleia Legislativa, quando estava no cargo de deputado estadual, segundo ele, presidiu sessões tumultuadas e confusas, onde manifestantes tiveram de ser retirados pela Polícia.
“Aqui, tivemos cerca de 80 pessoas na extraordinária. Lá na Alesp, era normal termos 3 mil manifestantes. Procurava conduzir os trabalhos com tranquilidade, dentro do Regimento, mas, esgotados os limites regimentais, tinha de autorizar uma medida mais austera, como a retirada das pessoas. Aqui na Câmara de Atibaia, não reprimimos as manifestações. Na extraordinária, suspendi os trabalhos por quatro vezes e, ao final, constatando que pelo ruído e agressividade no plenário não seria possível concluir a sessão, mesmo com a presença da Guarda Civil e da Polícia Militar, decidimos transferir as votações para a sala de reuniões, sempre de acordo com o Regimento”, relatou Tiãozinho, vereador em terceiro mandato.
O presidente contou que, na Assembleia Legislativa, onde ficou por dois anos e meio, os manifestantes chegavam a jogar moedas sobre os deputados estaduais. “Saímos das sessões com marcas na cabeça por conta disso”, acrescentou.
O Atibaiense – É sua primeira vez como presidente da Câmara?
Tiãozinho – Sim, é a primeira vez. Não pedi os votos, mas foi justamente o jeito de ser e de trabalhar que me abriu esse caminho. É cumprir os compromissos com os colegas vereadores e com o prefeito. Assim, eles entenderam que meu nome seria o melhor para conduzir a nossa Casa de Leis em 2019.
O Atibaiense - Haverá um pronto alinhamento com o Executivo, principalmente quando a Prefeitura encaminha projetos pedindo urgência na tramitação?
Tiãozinho – Como falei, as decisões serão frutos do entendimento do grupo. Hoje, somos oito vereadores no apoio ao prefeito. Cinco estão na Mesa Diretora. O pedido de urgência deve ser considerado à luz do Regimento. O melhor caminho é esgotar a discussão de cada projeto, mas também não podemos ser obstáculos ao bom andamento da administração. Devemos suspender uma sessão e deixar de votar um projeto, por exemplo, sobre o Hospital Municipal? Entendo que não, mas cada caso é um caso.
O Atibaiense – Quem hoje é o líder do prefeito?
Tiãozinho – O líder foi até recentemente o vereador Michel, mas ele passou para o outro lado, o lado da oposição, que tem três vereadores. Acredito que o prefeito Saulo deverá indicar um novo nome, já na primeira sessão ordinária, em 5 de fevereiro.
O Atibaiense - Sabemos que há conflitos entre os servidores da Câmara, especialmente entre o Jurídico e as chefias. Que postura a nova presidência vai tomar diante disso?
Tiãozinho – Temos de agir sempre com humildade, simplicidade. O Jurídico tem como chefe o presidente da Câmara. Precisamos, então, saber pedir a colaboração dos advogados, fundamentais nas sessões, respeitando à risca o Regimento Interno, na elaboração de pareceres sobre projetos e no acompanhamento das decisões administrativas. Entendo que esse jeito de conduzir, ouvindo todas as partes, será decisivo.
O Atibaiense - Quais são as primeiras decisões do presidente Tiãozinho, que assumiu em 1º de janeiro?
Tiãozinho – Estou fazendo reuniões diárias com todos os setores da Câmara e solicitando também profissionais da Prefeitura para escolhermos as melhores soluções. Em nosso planejamento, está instalar o ar-condicionado, fazer o cercamento do estacionamento e melhorar a segurança do prédio, tanto na entrada da Câmara, provavelmente com um detector de metais, quanto no plenário, onde os vereadores ficaram, na sessão extraordinária, em situação precária, sofrendo ameaças, xingamentos e provocações de cidadãos. Respeitamos as divergências, mas queremos manter, na Câmara, um ambiente amigável e confortável.
O Atibaiense – Isso significa que o presidente vai coibir os excessos?
Tiãozinho – Seguirei sempre o Regimento Interno, como fizemos na sessão extraordinária, com o apoio do Jurídico e dos demais funcionários da Casa. Não podemos ficar inertes diante de pessoas que chamam os vereadores de “ladrões” e “sem-vergonha”.
O Atibaiense – Como é sua rotina, em termos de horários?
Tiãozinho – Estou chegando na Câmara diariamente por volta das 9h30 para reuniões, receber pessoas, despachar ofícios e assinar documentos. Volto à tarde para a continuidade das atividades e, antes das 17h, retorno à minha farmácia. Assumi a presidência e tenho de estar presente, solto para cumprir a agenda. A dona da farmácia é minha esposa e, lá, conto com o apoio de uma farmacêutica. É um trabalho já de 22 anos.
O Atibaiense – E sua equipe na presidência?
Tiãozinho – Tenho o orgulho de dizer que minha equipe é muito competente e articulada. Predominou a técnica sobre a política. Para diretor de Comunicação, escolhi o Luiz Gonzaga Neto, servidor concursado, sinalizando nossa intenção de valorizar a prata da casa. Para chefe de gabinete, trouxemos o Wagner Casemiro, que já estava ao meu lado e conhece todo o funcionamento da Câmara e também da Prefeitura; assim como, continuou conosco a nossa assessora parlamentar Nanci Regina de Souza Almeida Silva. Para a diretoria institucional, convocamos - e ela aceitou para nossa alegria – a dra. Iara Pacheco, que em seu currículo tem as funções de desembargadora, juíza do Trabalho e professora universitária. Também está em nossa equipe o Vinícius Rangel, que serviu ao gabinete da ex-presidente Roberta Barsotti e é um jovem com grande potencial, tanto técnico quanto político.
O Atibaiense – E suas considerações finais?
Tiãozinho – Esta é minha primeira agenda externa. É uma honra estar aqui na redação, onde conversei, no passado, com o diretor Benedito José Bassetto. Quero agradecer o jornal O Atibaiense por ter um conceito pela seriedade e integridade, por ser uma publicação que vai completar 118 anos de atividades ininterruptas em fevereiro deste ano.

O Atibaiense - Da redação

Deixe seu comentário

Para postar um comentário, você precisa de uma conta.
Faça login
ou
Registre-se

Enquete

  Você é contra ou a favor do comércio em praças públicas?

A FAVOR
CONTRA

Última Edição

  Digite seu email abaixo para receber mensagens periodicamente com nossas últimas noticias:


Notícias por Data

Jornal O Atibaiense ©

Rua Deputado Emílio Justo, 280 - Nova Aclimação - Atibaia - SP - (11) 4413-0001