Publicado em 12 d Março d 2018

Água, mulheres e a mente humana

.

O poder da àgua - foto internet

O que esses elementos têm comum: água, mulheres e a mente humana? Tudo. A água é um símbolo do Feminino, esse grande território da mente humana, que nos envolve desde a experiência com as nossas mães e que se expande no convívio com as esposas e as filhas, as amigas e as colegas de trabalho.
Desde os primórdios, os símbolos são utilizados para representar conceitos e ideias que desafiam a compreensão da mente humana. Aquilo que é difícil de ser definido em palavras, pode então ser comunicado através símbolos e imagens. A água e sua simbologia, representam aquilo que flui e que ao mesmo tempo permanece. Humildemente, ondula-se na superfície aos comandos do vento, expande e retrai diante do magnetismo da Lua, se flexibiliza ao se encontrar com a solidez das rochas, adapta seu estado evaporando-se com o calor e solidificando-se com o frio. Mas na profundidade do seu ser a essência não se altera.
A imensidão da água desde muito impressiona o homem e, no desenvolvimento da simbologia e dos arquétipos, a água sempre esteve associada à sacralidade e aos mistérios da vida: à fertilidade, aos aspectos do feminino, às emoções e aos estados da psiquê. Ao evoluir e despertar a consciência pelo silêncio e pela observação, a humanidade percebeu que a água que opera no macrocosmo conserva as mesmas propriedades da água que rege o funcionamento do microcosmo da existência humana.
O que seria do propósito do planeta se não existisse água? - pergunta a equipe da Dharma Academy. O que seria do propósito humano sem as emoções e os arquétipos do feminino? Resposta: nas histórias que são contadas de geração em geração, a água aparece impetuosa, na força dos dilúvios, maremotos e tempestades como a crise que antecede a transformação, renovando a velha forma de vida entre os seres humanos, removendo-os de suas zonas de conforto e chamando-os à consciência. A mesma água também surge calma e impávida, como o primeiro espelho da História a refletir a realidade como ela é, e não como o ego do homem imagina.
A água é a vida e o propósito em movimento. Seja a água de fora, seja a água de dentro, ela é um dos fios condutores do propósito. Que neste mês da mulher, possamos fluir com as águas de março, com encontros, viagens e experiências. Feliz Mês da Mulher a todas as leitoras!

Deixe seu comentário

Para postar um comentário, você precisa de uma conta.
Faça login
ou
Registre-se

Enquete

  Você é contra ou a favor do comércio em praças públicas?

A FAVOR
CONTRA

Última Edição

  Digite seu email abaixo para receber mensagens periodicamente com nossas últimas noticias:


Notícias por Data

Jornal O Atibaiense ©

Rua Deputado Emílio Justo, 280 - Nova Aclimação - Atibaia - SP - (11) 4413-0001