Publicado em 13 d Setembro d 2018

Estátua do Major Juvenal Alvim está esquecida na praça do Museu

Monumentos de Atibaia

Major Juvenal Alvim

Os monumentos, marcos históricos e turísticos, estão esquecidos em Atibaia. O jornal O Atibaiense está fazendo uma série de artigos, que chega hoje ao oitavo artigo, com o objetivo de levantar esses marcos, começando pelo centro da cidade. O primeiro foi o monumento ao dr. Zeferino Alves do Amaral. Na mesma praça dos Três Poderes, onde estão os prédios da Câmara, da Prefeitura e do Fórum Cidadania, está o monumento à imigração japonesa, tema do segundo artigo. Ficando no mesmo espaço, o monumento com maior destaque é o Santo Cruzeiro, assunto do terceiro artigo.
No quarto artigo da série, o vereador Tiãozinho da Farmácia, atendendo a sugestão de editorial publicado neste jornal, apresentou o projeto de lei nº 47/18, que dispõe sobre a autorização da Prefeitura para celebração de termos de cooperação com a iniciativa privada e organizações da sociedade civil, tendo por objeto o restauro e a conservação de monumentos no município de Atibaia.
No quinto artigo da série, abordamos o monumento que está na praça Miguel Vairo, a da Santa Casa. No sexto artigo, fomos até a praça da Escola Estadual José Alvim, onde está o busto de José Pires Alvim, colocada ali em 1980. Até aqui, foi o monumento mais bem preservado dessa série. Mas faltam mais informações sobre o homenageado junto à estátua.
Na mesma praça do José Alvim, denominada Guilherme Gonçalves, está um monumento, esquecido e quase na calçada, voltado para a rua. É uma homenagem - “de sua terra e de sua gente” - aos heróis expedicionários atibaianos e foi o tema do sétimo artigo.
Hoje, lembramos que a estátua do Major Juvenal Alvim, na praça Bento Paes, aquela do Museu Municipal João Batista Conti, também está esquecida. A estátua está sobre uma construção, que tem uma portinha fechada com cadeado. Além do nome do homenageado, não há mais qualquer tipo de informação complementar, o que foi constatado também nos sete primeiros monumentos desta série.
A história conta que Juvenal Alvim de Campos Bueno nasceu em Atibaia em 1866, destacando-se como importante homem público e empreendedor, sendo chamado e conhecido como Major Alvim. Era filho do Coronel José Alvim de Campos Bueno, o Nhô Bim (descendente e 6º neto direto do fundador do burgo Jerônimo de Camargo) e de Gertrudes Maria de Campos.

Deixe seu comentário

Para postar um comentário, você precisa de uma conta.
Faça login
ou
Registre-se

Enquete

  Você é contra ou a favor do comércio em praças públicas?

A FAVOR
CONTRA

Última Edição

  Digite seu email abaixo para receber mensagens periodicamente com nossas últimas noticias:


Notícias por Data

Jornal O Atibaiense ©

Rua Deputado Emílio Justo, 280 - Nova Aclimação - Atibaia - SP - (11) 4413-0001